TREVO DA SORTE ! COMPRE JÁ A SUA CARTELA APENAS 7,00 REAIS

TREVO DA SORTE ! COMPRE JÁ A SUA CARTELA APENAS 7,00 REAIS
O MAIOR SHOW DE PRÊMIOS DA REGÃOI

domingo, 31 de agosto de 2014

PM prende homem que esfaqueou o próprio irmão na Ilha Grande de Santa Isabel

Violência familiar/tentativa de homicídio. 
Um patrulha da policia militar comandada pelo sargento Di Jesus, chegou a central de flagrantes por volta das 21hs 30 desse sábado-30, trazendo no camburão o nacional Antonio Rodrigues Pires, de 53 anos, residente a rua Francisco Carneiro, nº 227, bairro Ilha Grande de Santa Isabel, em Parnaíba.

Pires foi acusado de ter esfaqueado o seu próprio irmão identificado pelo nome de Francisco Nascimento Pires.

De acordo com a policia, a vítima foi socorrida e encaminhada ao pronto socorro do Heda, gravemente lesionada com golpes que atingiram a barriga.
A faca usada no crime foi apreendida pela policia, além de dois facões.

O delegado Rodrigo Mello estava esperando durante a madrugada o laudo do hospital sobre o estado de saúde da vítima, para então fazer o procedimento de flagrante.
 O irmão acusado e as armas brancas apreendidas
 Pires exibe a foto do irmão golpeado a base de faca.
Armas apreendidas pela policia.
Camisa da vítima manchada de sangue também foi apreendida pela policia e levada a central de flagrantes.

sábado, 30 de agosto de 2014

"Estabelecemos um pacto pelo país", diz Wilson sobre Programa de Governo de Marina

O candidato Wilson Martins (PSB) participou ontem (29) do lançamento do Programa de Governo de Marina Silva em São Paulo.

O ex-governador e candidato ao Senado Wilson Martins participou, em São Paulo, do lançamento do Programa  de Governo de Marina Silva e Beto Albuquerque, ambos do PSB, à Presidência. O plano inclui pontos defendidos por Wilson, como o aumento de repasse de recursos da União a estados e municípios, expansão das escolas de Tempo Integral e um novo modelo de repartição de receitas tributárias.

“Esse programa estabelece um pacto pelo país, pelo desenvolvimento do Brasil e avanço de conquistas alcançadas ao longo de décadas que precisam ser repensadas, redimensionadas e aprofundadas para que se possa ter um crescimento com mais qualidade de vida para a população, uma sociedade mais inovadora e justa”, comentou Wilson Martins ao final do ato de lançamento do Programa.
Imagem: DivulgaçãoWilson Martins em São Paulo(Imagem:Foto:Divulgação)Wilson Martins em São Paulo

“O Governo Federal tem uma dívida com o Piauí e nós agora temos a esperança de que essa dívida seja paga porque Marina tem um compromisso com a mudança, com a transformação; e isso inclui a União assumindo seu papel e sua responsabilidade em relação às grandes ações que devem ser executadas no Piauí”, acrescentou Wilson.

Durante a apresentação do seu Programa de Governo, Marina Silva afirmou que o documento “é um polo estabilizador, é a fonte de diálogo com a sociedade e com o Congresso”. “Esse programa é o início de uma jornada. Na democracia é preciso alternância de poder. A sociedade brasileira é quem está fazendo a mudança. Há uma comoção nacional e não é por acaso, é o desejo de fazer mudanças”, declarou.

Programa

O Programa de Governo de Marina propõe o aumento de repasse de recursos da União para estados e municípios com incremento das transferências de recursos para fundos, como a elevação de 23,5% para 25,5% dos recursos transferidos através do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), propondo ainda condicionalidades como investimento em transporte coletivo e custeio do passe livre. Também propõe um novo modelo constitucional de repartição de receitas tributárias a fim de garantir mais recursos e maior autonomia aos entes federados.

No eixo Educação e Cultura, o Programa prioriza o Tempo Integral na Educação Básica, tornando a sua expansão uma política de Estado. Destaca a formação dos professores e valorização salarial, implementando um programa federal para que a União apoie financeiramente estados e municípios.

Para melhorar a segurança pública, a proposta de Marina é que a União assuma responsabilidades em uma Política Nacional de Segurança Pública viabilizando a integração com os demais entes federados e a articulação dos diversos órgãos do sistema entre si e com as organizações da sociedade civil.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

EM PARNAIBA:Obras de revestimento asfáltico da Av. Rosápolis volta a ser executado

Obras de revestimento asfáltico da Av. Rosápolis volta a ser executado

Após uma semana parado devido a um problema mecânico em uma das máquinas, a empresa Pac Engenharia que presta serviços ao Governo do Estado retomou as atividades normais, nesta sexta-feira (29), dando prosseguimento a obra de revestimento asfáltico da Avenida Rosápolis, um importante via de Parnaíba.
O sonho de todos que trafegam dia e noite na citada via, era que fosse solucionado o quanto antes, mas ano passado o atual prefeito Florentino Veras Neto, anunciou a recuperação poliédrica, em seguida viria o asfalto, mais não aconteceu. Logo que concluído a prefeitura deve sinalizar o quanto antes, não somente a Rosapolis mais também as demais que já passaram por recapeamento.
Além da Avenida Rosápolis, outras ruas e avenidas vem recebendo reparos que vão melhorar a mobilidade urbana da cidade. Ao todo serão 55 quilômetros de asfalto em nosso município.

Datafolha mostra Dilma e Marina empatadas com 34%; Aécio tem 15%

Na pesquisa anterior, divulgada dia 18, Dilma tinha 36% e Marina, 21%.
Na simulação de segundo turno, Marina atinge 50% e Dilma, 40%.

Pesquisa Datafolha sobre a corrida presidencial, divulgada nesta sexta-feira (29), indica uma situação de empate entre a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, e a ex-senadora Marina Silva, candidata do PSB. Cada uma aparece com 34% das intenções de voto. A seguir, vem o senador Aécio Neves (PSDB), com 15%. Na pesquisa anterior do Datafolha, divulgada no último dia 18, Dilma tinha 36%, Marina, 21% e Aécio, 20%.
Na simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, a ex-senadora alcançou 50% contra 40% da presidente. Na pesquisa anterior, Marina tinha 47% e Dilma, 43%.

Governo do PT em Parnaíba deixa faltar até merenda escolar para crianças

A falta de respeito com nossas crianças estudantes continua em escolas do município de Parnaíba administrada pelo Prefeito Florentino Neto (PT). Há várias semanas os alunos da rede municipal de educação estão sem o que na maioria das vezes é seu café da manhã e almoço, o lanche da escola.

Os profissionais de educação estão indignados com essa triste realidade e denunciam constantemente o descaso com a educação no município. “Como um prefeito contrata professores se não respeita a classe e nem dá condições para desenvolvermos um bom trabalho”. Questiona uma professora que prefere não se identificar.

Em algumas escolas os alunos estão sendo dispensados mais cedo e em outras eles ficam até quase meio dia sem se alimentar. Ninguém da prefeitura se manifestou até agora para esclarecer o problema que afeta nossas crianças. O governo petista vem decepcionando os eleitores e está com várias falhas em outros pontos da sua administração.

RAPIDINHAS DO PORTAL:Um certo politico aqui da Ilha Grande falou,veja na materia!

A politicagem barata e imunda:
acabou em Ilha Grande, hoje tem gestão transparente!
 Um certo político da cidade de Ilha Grande,me espantou com uma frase que disse a esse editor desse portal,o seguinte,que o atual prefeito pode e fazer de tudo pra cidade,por que aqui em Ilha Grande quem manda ainda e a politicagem,se não tiver portarias(cargos de confiança)para alguns políticos,o prefeito não vai lugar nenhum,mas esse certo político falou isso,e porque ele só pensa nele e a população que se ferrem,e o mesmo esta com raiva do prefeito,porque foi demitido,pelo simples fato,que não queria trabalhar e nem dar expediente,mas a minha opinião e essa,hoje a população de Ilha Grande ver a gestão do prefeito Herbert Silva,de forma diferente,e na fala do prefeito o mesmo afirma que ele mesmo não e político profissional e sim administrador e vai continuar fazendo obras por toda cidade,como esta fazendo e não perseguir ninguém,por que o mesmo e o prefeito de toda cidade,e vai continuar com sua humildade,respeitando o próximo, falando pouco e fazendo muito,aqueles aloprados pelo poder,estão com raiva,porque hoje a prefeitura não e mais cabides de empregos pra quem não quer trabalhar e sim uma prefeitura que esta asfaltado a cidade,reformados e ampliando os postos de saúde,construindo academia de saúde,unidades básica de saúde,escola de tempo integral,ginásio poliesportivo,comprado e adquirindo carros novos,caçamba,tratores,ambulância,colocando e levando agua as comunidades barro vermelho e labino e muito será feito e aqueles que não ver o que esta sendo realizado,esses sim nunca vão querer o bem da cidade.



quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Credibilidade/TV Antena 10: W.Dias 45%, Zé Filho 30% e Mão Santa 6%

Galaxy
O Instituto Credibilidade e a TV Antena 10 divulgaram nesta quinta-feira (28/08), pesquisa com intenção de votos para o governo do Estado, realizada em 53 municípios entre os dias 24 e 26 de agosto.
Na consulta estimulada, o candidato Wellington Dia (PT) aparece com 45,22% das intenções de voto, seguido de Zé Filho (PMDB), com 30,81%.
O candidato Mão Santa (PSC) tem 6,84% dos votos, Daniel Solon (PSTU) tem 0,37%, Lourdes Melo (PCO) e Maklandel Aquino (PSOL) tem 0,09% cada um, e Neto Sambaíba (PPL) não pontuou. 12,73% dos eleitores consultados Não Sabem ou não Opinaram, e 3,84% responderam Nenhum/Nulo/Branco.
O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral com número de protocolo TSE-PI 0093/2014. O instituto ouviu 1068 pessoas e possui grau de confiança de 95%. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.
montagemdos3.jpg
EFEITOS DA PROPAGANDA
Se comparada à pesquisa anterior do mesmo Instituto Credibilidade feita entre os dias 13 e 15 de agosto - sob o registro PI 0085/2014 - Zé Filho subiu quase 5% e Wellington Dias cresceu menos que 0,5%. Ambos apareciam com 26,03% e 44,76%, respectivamente. Já o último levantamento - seis dias depois do primeiro programa eleitoral para governo do estado - constata-se que governador subiu para 30,81% da preferência do eleitorado e o petista permanece estagnado com seus 45,22% de intenções de votos.

O comparativo indica que os efeitos da propaganda eleitoral sobre W. Dias ainda não foram sentidos. Do outro lado da disputa, no entanto, ela está sendo eficaz. Isso porque com a propaganda eleitoral na TV e no rádio, Zé Filho, um nome novo, está se tornando conhecido do eleitorado. Suas propostas, apresentadas de forma de didática, estão causando discussões nos lares e nas ruas, e a tendência já admitida até dentro do clã petista é que Zé Filho cresça ainda mais até o dia da votação no primeiro turno.

Quanto a Wellington Dias, que já esteve por oito anos no governo, a luta é para segurar seus eleitores.
governadorestimulada.jpg
ESPONTÂNEA PARA GOVERNADOR
Já na pesquisa espontânea, Wellington Dias aparece com 35,30% dos votos, Zé Filho com 25,28% e Mão Santa 4,03%. Daniel Solon foi citado por 0,19% dos consultados. 0,09% citaram ainda o candidato Wilson Martins (PSB), que na verdade concorre para o senado.
governadorespontanea.jpg
SEGUNDO TURNO
Na simulação de segundo turno entre o Wellington Dias e Zé Filho, o petista venceria com 51,22% dos votos, contra 32,40% do governador. Nenhum/Nulo/Branco somaram 5,15% e Não Sabe/Não Opinou, 11,23%.
2turnozedias.jpg
Sendo o confronto entre Wellington Dias e Mão Santa, o primeiro também venceria, somando 56,55% dos votos. O candidato do PSC aparece com 16,20%, Não Sabe/Não Opinou foram 16,10%, e Nenhum/Nulo/Branco, 11,15%.
2turnodiasmao.jpg
No cenário com Zé Filho e Mão Santa no segundo turno, Zé Filho venceria com 45,22% dos votos, contra 18,91%. Não Sabe/Não Opinou foram 20,13%, e Nenhum/Nulo/Branco, 15,74%.

NÚMEROS PARA O SENADO
Na pesquisa com os candidatos para Senador, o ex-governador Wilson Martins aparece com 44,29% dos votos, seguido pelo ex-prefeito de Teresina, Elmano Ferrer (PTB) que tem 26,78%. O candidato do PSC, Gustavo Henrique aparece com 1,03%, Geraldo Carvalho (PSTU), com 0,75%, e empatados com 0,28% cada, estão Aldir Nunes (PCB) e Professor Claudionor (PPL). 18,24% disseram que Não Sabe/Não Opina, e 8,05% responderam Nenhum/Nulo/Branco.
candidatossenadorpesquisa.jpg
senadorpesquisa.jpg
APROVAÇÃO DO GOVERNO
De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Credibilidade, o governador Zé Filho tem 57,02% de aprovação do eleitorado. Outros 29,21% desaprovam a gestão, e os restantes 13,76 responderam Não Sabe/Não opinou.
aprovacao.jpg
zeaprovacao.jpg
DEPUTADO FEDERAL
Já no levantamento espontâneo à respeito das intenções de voto para deputado federal, Átila Lira aparece com 5,43% dos votos, Marcelo Castro 3,28%, Iracema Portela tem 2,53%, e Assis Carvalho Rejane Dias e Júlio Cesar, aparecem com 2,15% cada um.
montagemdeputadosfederais.jpg

DEPUTADO ESTADUAL
56,74% do eleitorado ainda Não Sabe em quem vai votar para deputado estadual. Mas na disputa pela Assembleia Legislativa, segundo levantamento espontâneo da pesquisa Credibilidade, o candidato Wilson Brandão aparece com 3,56% dos votos, Juliana Moraes Souza tem 3%, Marden Menezes 2,34%, Zé Santana 1,87% e Hélio Isaías, 1,59%.
montagemdosdeputados.jpg


fichatecnica.jpg

Classe empresarial declara apoio à candidatura do governador Zé Filho

"Nós vamos e estamos construindo um Piauí diferente, onde não seremos mais humilhados como estamos sendo agora pelo governo federal que aí está", disse o governador.

A candidatura do governador Zé Filho (PMDB), à reeleição contou com uma forte adesão na noite desta quarta-feira (27). Pois, a classe empresarial do estado através de algumas federações como a Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), e Câmara de Dirigentes Lojistas do Piauí (CDL), declararam apoio ao governador em sua campanha.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho

O Evento contou com diversas autoridades da política piauiense como o prefeito de Picos Kléber Eulálio (PMDB), os deputados federais Osmar Júnior (PC do B), Hugo Napoleão (PSD), Júlio César (PSD), e Marcelo Castro (PMDB), e os deputados estaduais Tererê (PSDB), e Marden Menezes (PSDB).Marcelo Castro e Kléber Eulálio(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marcelo Castro e Kléber Eulálio
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Tererê

Tererê disse que é importante que os empresários percebam que é importante ter um governo diferente, e disse que trabalha pelo desenvolvimento do Piauí. “Eu acho que é importante para a classe empresarial ter um governador como o do Zé Filho. As ações que o Zé Filho tem tomado é de impressionar a população em apenas quatro meses, isso prova compromisso, responsabilidade com o nosso povo”, disse Tererê.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Tererê(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Tererê

O deputado federal Marcelo Castro, disse que é importante a adesão da classe empresarial a candidatura do governador, mas que ver isso como uma atitude bastante natural e esperada. “É uma coisa muito importante essa adesão, o Zé Filho, é o presidente da Federação das Indústrias do estado, portanto, é natural e esperado que a classe empresarial veja nele o governador que possa desenvolver o Piauí, e nesse aspecto possa industrializar mais ainda o nosso estado”, ressaltou Marcelo Castro.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marcelo Castro(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marcelo Castro

O prefeito de Teresina Firmino Filho, disse que é importante ter compromisso com o crescimento e desenvolvimento econômico, e que o Zé Filho tem compromisso com o planejamento estratégico do estado.

“Essa adesão mostra que o Zé Filho tem compromisso com o crescimento e desenvolvimento econômico. Existe um ambiente muito favorável para que nós tenhamos uma liderança empresarial, que assumindo o governo faça as mudanças necessárias para colocar o Piauí na linha do desenvolvimento econômico”, destacou o prefeito.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho

O governador disse que é uma enorme alegria e satisfação por está recebendo o apoio dessa classe tão importante para o estado, que é a empresarial. “Eu quero dizer que isso tudo não acontece por acaso, isso tudo tem um motivo. Eu não represento apenas essa classe, nesse momento estou representando aquelas pessoas humildes do estado, aquelas pessoas sofridas”, pontuou Zé Filho.
O governador disse ainda que hoje é um dia que irá marcar a vitória de sua coligação, e que não tem uma sombra de dúvidas que o povo do Piauí irá marcar no dia 05 de outubro a grande vitória.

“Nós vamos e estamos construindo um Piauí diferente, onde não seremos mais humilhados como estamos sendo agora pelo governo federal que aí está”, finalizou o governador.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho
Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Presidente da FIEPI Félix Raposo(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Presidente da FIEPI Félix Raposo

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Classe empresarial declara apoio à candidatura de Zé Filho

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Prefeitura de Ilha Grande realiza curso de eletricidade totalmente gratis para os Ilha grandenses.

Curso de eletricidade para jovens e adultos em parceria secretaria do social e senai-PI
 Veja,curso de eletricidade gratuito,agora e realidade em Ilha Grande,a parceria que esta dando certo,a secretaria do desenvolvimento social,através da primeira dama do município Michele Freitas em parceria do SENAI-PI,na foto,vemos os jovens interessados a aprender uma profissão de destaque no campo trabalhista,profissão esta muito procurada entre as empresas e com ótimos salários.
 O professor do SENAI Valdemar,destacou a felicidade dos jovens,por se esta se profissionalizando em uma profissão competitiva no mercado do trabalho,na foto entre muitos jovens presente,se destaque o ex-prefeito Paulo Rogério,também se profissionalizando na área importantíssima 
 A secretaria Michele Freitas,aproveitou na oportunidade em destacar,que muitos cursos ainda serão realizado na gestão do prefeito Herbert Silva e que em parceria com o SENAI ira profissionalizar muitos jovens ainda,com cursos competitivos no mercado do trabalho,para assim os nossos jovens de Ilha Grande,esta prontos para o seu primeiro emprego finalizou.


Mais de 20 meses: Petista Florentino Neto brinca de ser prefeito à custa de impostos dos cidadãos parnaibanos

  Petista Florentino Neto brinca de ser prefeito à custa de impostos dos cidadãos parnaibanos

Desde o dia em que assumiu a Prefeitura de Parnaíba, o petista Florentino Neto ainda não honrou, nem por um minuto, os votos que recebeu de seus eleitores. Ao contrário, sua gestão não consegue florescer em praticamente todas as áreas e está causando constrangimento a secretários municipais, que são frequentemente questionados sobre quando o prefeito do PT vai realmente começar a trabalhar. 

Passaram-se mais de 20 meses, e até agora, agosto de 2014, a população parnaibana ainda fica procurando as obras prometidas pelo gestor do PT em campanha. Em 2013, Florentino Neto disse que o município tinha R$ 40 milhões para grandes ações. No aniversário de Parnaíba, o que foi mesmo que os parnaibanos ganharam da administração municipal? 

Enquanto Florentino Neto brinca de ser prefeito à custa de impostos dos cidadãos parnaibanos, a população, cansada de ser maltratada, espera que a gestão do prefeito PT comece a florescer. Com mais alguns meses desse jeito, eles devem se igualar ao 'ex-coisa boa' do PTB. 

Mas há uma turma que sorri para as paredes com a gestão de Florentino Neto.

A administração do PT em Parnaíba só serviu até hoje para fazer florescer pagamento de salário nas contas bancárias de petistas empregados na Prefeitura de Parnaíba. Para esse tipo de gente, que não para de levantar bandeiras do partido do mensaleiro Zé Dirceu e de tantos outros bandidos e ladrões de dinheiro público no Brasil, a gestão de Florentino Neto é a melhor do mundo. 

Parnaíba, até quando o petista Florentino Neto vai brincar de ser prefeito à custa dos impostos do povo?

Governo do Estado inicia sondagem para construção de nova ponte de concreto do Tabuleiro

Com inúmeras solicitações de moradores e após a apresentação de requerimento do vereador licenciado Carlson Pessoa(PSB) na Câmara Municipal de Parnaíba, em janeiro de 2013, a obra de construção da nova ponte do bairro Tabuleiro, em substituição à de madeira, teve início na manhã dessa terça-feira, 26 de agosto.

Os primeiros serviços realizados foram de sondagem da área onde será construída a ponte de concreto, que trará mais segurança a condutores de carros, motos e bicicletas que trafegam diariamente pelo local, incluindo a população que faz o trajeto a pé. A ponte serve de rota mais rápida para a região populosa do conjunto Joaz Souza e bairros adjacentes chegar ao centro do município, passando pelo bairro Nova Parnaíba. 
A precariedade da estrutura física da ponte, visivelmente nítida em rachaduras nos pilares de sustentação, e até ‘casas de cupins’, e os constantes acidentes, incluindo com vitima fatal, motivaram a população a pedir ajuda do legislador e da imprensa. A revolta foi tão grande com o descaso de anos da Prefeitura de Parnaíba a ponto de atearem fogo na ponte como forma de protesto, danificando ainda mais a frágil estrutura do local. Pressionados pela opinião pública, a Prefeitura de Parnaíba fez rapidamente uma reforma emergencial, mas a comunidade continuava cobrando a construção da ponte de concreto.

Durante solenidade do Governo do Estado para entrega de ambulâncias e viaturas para as cidades litorâneas e do Norte do Piauí, foram autorizadas diversas obras de mobilidade urbana para Parnaíba, entre elas a construção da nova ponte do Tabuleiro, atendendo a pedido do vereador licenciado Carlson Pessoa. 
 

Ebola: Brasileiros relatam medo de contaminação e mortes na Libéria

Brasileiros relatam medo de contaminação e mortes na Libéria

Medo de contaminação, morte de pessoas próximas e o fim de apertos de mãos e abraços. A epidemia do ebola afeta profundamente a vida e os hábitos de dois brasileiros vivendo na Libéria, país do oeste da África e um dos polos do atual surto.

"As reuniões de trabalho e sociais foram reduzidas a um mínimo. As únicas das quais participo são as realizadas quinzenalmente na sede da força de paz da ONU na Libéria, ocasião na qual o corpo diplomático é informado e consultado sobre diversos aspectos do esforço de combate à epidemia", disse à BBC Brasil, por e-mail, o embaixador brasileiro no país, André Luis Azevedo dos Santos, que mora na capital Monróvia.

Homem observa cartaz advertindo sobre o ebola na Libéria, onde muitas pessoas duvidam que epidemia exista (Foto: AP)

"Não mais abraçamos ou apertamos as mãos das pessoas que encontramos, o cheiro de cloro (usado para desinfecção das mãos) é onipresente e lavamos as mãos dezenas de vezes por dia. Estou aqui com a minha mulher e nossa rotina doméstica foi sendo afetada gradualmente: fechamento da academia de ginástica onde nos exercitávamos; interrupção do consumo de algumas frutas (não mais disponíveis nos mercados de rua); redução do número de idas a supermercados e demais recintos públicos."

A situação é ainda mais grave no interior do país, diz Santos, onde muitas pessoas não acreditam que se trate de uma epidemia - acham que sua água foi envenenada ou que são vítimas de um feitiço - onde muitas famílias se recusam a entregar os corpos de seus mortos às autoridades, para que possam realizar funerais segundo sua tradição.

"Durante o velório, familiares e amigos tocam o corpo do falecido para 'dar sorte'", relata o diplomata. "As autoridades sanitárias proibiram tais práticas, passando a remover e a enterrar os corpos em valas coletivas. É claro que a população se revoltou e, até hoje, o governo tem de lidar com uma resistência muito grande. É nesse contexto que ocorrem os enterros clandestinos."

"Cabe ressaltar também o estigma enfrentado pelas famílias que têm um de seus integrantes contaminado (vivo ou não): os sobreviventes são discriminados e tratados como párias."

'Não tem para onde fugir'
É no interior do país que atua a missionária católica brasileira Maria Teresa Moser, da Ordem Consolata. Em carta às colegas brasileiras em 13 de agosto, a irmã relata o caso de uma comunidade em que mais de 40 pessoas morreram por conta do vírus do ebola. Cerca de outros dez missionários foram contaminados.

Irmã Maria Teresa Moser (centro) disse a colegas que famílias inteiras estão sendo contaminadas no interior da Libéria (Foto: Arquivo Pessoal)

"Em poucos dias, (a doença) matou muitas pessoas entre nós. Durante a guerra (civil liberiana, terminada em 2003) a gente fugia de uma parte a outra para se defender. Agora não tem para onde fugir e sair. O ebola está em todo lugar, é agressivo e impiedoso."

Ela conta que muitos moradores escondem seus mortos em casa e não acreditam nas precauções ordenadas pelo governo.

"Os agentes que dão explicações sobre o ebola estão sendo perseguidos e ameaçados pelos moradores. (...) Em várias famílias, morreram até oito ou dez pessoas. Morrem jovens, velhos, gente de todas as idades. Temos que evitar toda a demasiada aproximação com as pessoas, mesmo que (aparentem ser) saudáveis."

A BBC Brasil tentou contato direto com Moser, mas seu celular está indisponível e ela não respondeu aos pedidos de entrevista por e-mail. A embaixada em Monróvia diz, no entanto, que tem mantido contato direto com a pequena comunidade brasileira na Libéria, de apenas 21 pessoas.

Até esta terça-feira, o Itamaraty não havia determinado a evacuação dos brasileiros dos países mais afetados pela doença (Serra Leoa, Guiné, Libéria e Nigéria), mas pedia a suas representações diplomáticas que mantivessem contato próximo com eles para monitorar a situação.

O embaixador André dos Santos explica que "a sensação de pânico parece ter diminuído entre as pessoas com quem tenho conversado, graças a mecanismos de defesa que desenvolvemos naturalmente".

Mas o diplomata ressalta que "infelizmente, as autoridades ainda não conseguiram quebrar o círculo vicioso da propagação do vírus, que hoje já afeta algumas localidades da região de fronteira com a Costa do Marfim".

"A epidemia já se espalhou por todo o país, mas há cerca de 4 milhões de liberianos que não podem simplesmente pegar um avião e fugir. Esses continuam a lutar pela sobrevivência, vendendo artefatos chineses ou milho assado nos sinais de trânsito, jogando futebol na praia ou nas ruas, trabalhando nos mercados e no comércio, namorando e se casando", descreve.

"Loucura ou irresponsabilidade? Não, definitivamente não! É simplesmente a única coisa que podem fazer, independente da gravidade da situação."

Mortos
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esta é a maior epidemia de ebola já registrada, com ao menos 2,6 mil infectados até agora. Cerca de metade deles morreram. Só na Libéria, já foram confirmadas 624 mortes.

Os sintomas da doença, que causa danos ao sistema nervoso central, incluem febre alta e sangramentos. Não há vacina, e alguns poucos doentes têm sido tratados com drogas experimentais em países como EUA e Grã-Bretanha.

A OMS alertou, nesta semana, que a epidemia contaminou também um "número sem precedentes" de médicos e enfermeiras em áreas de risco do oeste africano, por conta da ausência de equipamentos de proteção e de equipes insuficientes para lidar com o surto.

"O ebola tirou a vida de proeminentes médicos na Serra Leoa e na Libéria", diz a OMS em comunicado

Firmino acredita em 2º turno entre Aécio/Marina: 'Dilma não é intocável'

O prefeito de Teresina, na manhã desta quarta-feira (27/08) comentou sobre pesquisa IBOPE 
divulgada na noite desta terça (26) em que a presidenciável Marina Silva(PSB), supera Aécio Neves(PSDB) nas intenções de votos.
Para Firmino o crescimento de Marina, chegando a superar Aécio, é fruto de um descontentamento com o PT: “Na primeira pesquisa após a morte do Campos, Marina já apareceu um percentual a mais que ele, já estava praticamente empatada com Aécio. Ela já participou da eleição passada e isso justifica os números. Essa visibilidade também seria passada para o Eduardo caso ele continuasse a ser candidato, por conta desse descontamento com PT”.
Ainda de acordo com Firmino, existem dois fatores que contribuem para o crescimento de Marina. “Também temos 2 fatores que impulsionam sua candidatura: primeiro a superexposição com o falecimento do Eduardo, agora resta saber se essa exposição vai ser duradoura, e em segundo; a morte que cria um fato emocional poderoso, numa campanha envolvida por emoção. Ela tem um histórico importante, teve um bom desempenho no debate, de ontem (26), (realizado pelo Rede Bandeirantes), aliás todos tiveram um bom desempenho. O Aécio esteve muito bem, transmitiu alegria e na política deve ser feita assim.Todos achavam que Dilma ia ser um desastre e não foi”.
Sobre a possibilidade de um segundo turno entre os presidenciáveis, o prefeito acredita que o cenário atual deve mudar, e dar lugar a uma disputa entre Aécio e Marina: “Dilma não é intocável, o negócio está muito embolado, podemos ter um segundo turno entre Aécio e Marina. É possível”.
CONSTRUÇÃO DE GALERIA EM THEO Prefeito Firmino, assinou nesta amanhã, a ordem de serviço para início das obras da galeria da zona leste. Serão 7,5km de galeria em um investimentos de mais de R$ 43 milhões. A galeria vai beneficiar os bairros; Noivos, Recanto das Palmeiras, Morada do Sol, Santa Isabel, Piçarreira, São Cristovão, Jóquei e Horto Florestal.
P1070105.JPG

VEJA:W.dias fica nervoso no debate,em fogo cruzado de perguntas dos adversarios.

Em debate, Mão Santa e Zé Filho miram em W. Dias, que sobe o tom e críticas

  • IMG_5761.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5758.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5755.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5754.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5752.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5751.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5749.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5745.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5741.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5735.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5725.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5709.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5704.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5703.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5699.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5697.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5694.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5692.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5685.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5684.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5682.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5675.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5663.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5659.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5656.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5650.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5646.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5642.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5639.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5632.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5613.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5609.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5506-2.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5774.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5763.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5761.jpg Foto: Wilson Filho
  • IMG_5758.jpg Foto: Wilson Filho
O candidato do PT ao governo do Estado, Wellington Dias, foi o principal alvo de ataques dos candidatos Zé Filho (PMDB) e Mão Santa (PSC) durante o primeiro debate promovido pela TV Cidade Verde na noite desta terça-feira (26). Entre os seis adversários, ele foi questionado por quatro concorrentes em um único bloco. Lourdes Melo (PCO) e Neto Sambaíba (PPL) também voltaram suas perguntas para o senador petista.
O primeiro questionamento do candidato à reeleição Zé Filho foi sobre o efetivo da Polícia Militar. Wellington Dias respondeu que quando assumiu seu primeiro governo existiam 6.400 policiais militares e que a mesma quantidade foi deixado, devido ao programa de reposição de policiais que foram aposentados e sendo repostos com os novos policiais concursados.
Zé Filho usou o termo "mentiroso" para afirmar que Wellington Dias não convocou nem 1.000 policiais durante o seu governo e lembrou o decreto que tirou o efetivo de policiais que fazia segurança em órgãos públicos e os convocou para ações na rua. 
Ele também disse que o chamamento dos concursos realizados pelo atual governo não estão repondo o efetivo que sai para a aposentadoria. Wellington Dias questionou ainda a segurança em Teresina, que segundo sua avaliação, está um desastre. "Passamos de 117 assassinatos quando deixei o governo para 287 segundo os últimos números divulgados pela polícia. Pretendo, ao assumir o governo, pedir ajuda a Força Nacional em uma ação emergencial".  
Wellington Dias devolveu a pergunta a Zé Filho o questionando sobre a lagarta elicoverpa. O candidato considerou a pergunta uma pegadinha e disse que tinha a humildade de assumir que não sabe de todos os problemas do governo. "Não tenho vergonha de dizer isso. Eu falo a verdade, é essa nossa diferença". Em resposta W. Dias disse que a lagarta é a responsável pelas perdas das culturas do milho, algodão e soja e atingiu vários municípios do Piauí. 
"Eu não preciso me preocupar com lagarta. Lagarta perigosa é quem põe fogo na Secretaria de Saúde", rebateu Zé Filho e aproveitou para questionar o senador sobre o rompimento da Barragem de Algodões. "Me diga como o senhor consegue dormir sendo o responsável pela morte daquelas pessoas?". Esse foi um dos momentos mais tensos do debate. 
Wellington subiu o tom e disse que era uma irresponsabilidade afirmar que seu governo foi negligente com Algodões. "Eu como governador não planejaria uma ação ou me omitiria para tirar a vida de ninguém".   
O candidato Mão Santa também direcionou perguntas ao senador petista e afirmou que o seu governo representou 12 anos de atraso ao Estado. "Eu sou oposição aos 12 anos de mesmice. São 12 anos mentindo e de muita corrupção". 
Wellington Dias, aparetemente irritado, respondeu que todas suas contas foram julgadas e aprovadas e que não responde a nenhum processo por corrupção. "Diferente de quem me ataca que foi julgado pelo Supermo Tribunal Federal (STF), condenado e afastado do cargo".